Não ao ódio. Não ao medo nas redes sociais!

Eesti | EnglishDeutsch | Français | Nederlands | Italiano | EspañolPolish | Svenska | Ελληνικά  

PETIÇÃO

Para: Mark Zuckerberg & Jack Patrick Dorsey

Mulheres de todo o mundo estão a juntar forças para denunciar o abuso e violência a que estão sujeitas, dando voz à oposição a todas as formas de abuso online, ódio, discriminação e sexismo. Para mulheres, e em especial para mulheres racializadas, o Facebook e Twitter tornaram-se espaços hostis.

Em vez de amplificar a sua voz, Facebook e Twitter atuam como um megafone de incitação ao ódio e abuso online, levando muitas mulheres a autocensurar o que publicam, e a limitarem as suas interações e mesmo a abandonar as redes sociais. Pessoas racializadas, lésbicas, gays, bisexuais, pessoas trans, pessoas queer, muçulmanos e judeus estão entre as pessoas que mais são afetadas e marginalizadas pela onda de ódio e assédio.

O objetivo desta violência e abuso é criar um ambiente online hostil com a intenção de humilhar, intimidar, degradar, depreciar ou silenciar as pessoas-alvo.

A normalização do abuso e assédio que vemos online está a expandir para o mundo offline, levando a um aumento de ataques racistas violentos. Facebook e Twitter têm responsabilidade de assegurar que cada indivíduo que usa as suas plataformas é livre de se expressar livremente e sem medo. 

Exigimos um compromisso concreto do Facebook e Twitter para combater a propagação do discurso de ódio e assédio nas suas plataformas.



1,984 SIGNATURES
GOAL: 0 signatures

Will you sign?